SEBRAE Cliente Sebrae

Compartilhe
Escola Vestida de Sonhos
Brasília/DF

Priscila transformou um hobby em escola de costura com 90 alunos

Priscila nunca tinha pensado em ser professora, mas a paixão por costurar transformou suas aulas em negócio de sucesso. Com o Sebrae, ela aprendeu que sua escola poderia ser mais do que um centro de ensino, para ser também um local de construção de sonhos.

O Sebrae me ajudou a me preparar para esse momento em que estou agora. O aprendizado que eu tive ao longo desses anos foi muito importante.

01

Ainda na adolescência, Priscila Rodrigues adorava reformar e personalizar suas roupas. Como fazia à mão, nem sempre o resultado era satisfatório e muitas vezes acabava estragando as peças. Vendo seus erros e acertos, sua mãe lhe deu uma máquina de costura. 

O presente mudou a vida da jovem, que até então nunca tinha pensado em aprender a costurar. Ela se apaixonou tanto pela atividade que largou até a faculdade de Relações Internacionais para se dedicar exclusivamente à costura.

Começou fazendo necessaires para si mesma e depois passou a vender para os amigos que se interessavam pelas peças. Logo recebeu a primeira grande encomenda de cem bolsas. O lucro foi bom, pois gastava R$ 2 e vendia as peças por R$ 12.  Com o dinheiro que recebeu, comprou uma máquina de costura industrial.  

Convencida de que aquele era o caminho profissional que desejava seguir, formalizou-se como microempreendedora individual (MEI) e se dedicou a se aperfeiçoar no ofício. Para aprender, desmanchava roupas e as costurava de novo. Depois aprendeu costura avançada e fez um curso de modelagem. Enquanto isso, as encomendas só cresciam.

02
03

O Sebrae ajudou na parte de planejamento, organização, estabelecimento de metas e em toda a área administrativa. Desde o ambiente da escola ao atendimento ao cliente, e todo o conhecimento administrativo. Você chega sem saber nada e as portas vão se abrindo.

04

Após o curso de modelagem, passou a dar aulas no Senai, e os alunos começaram a pedir cursos de costurava avançada, que não eram oferecidos. A partir desse estímulo, decidiu ministrar cursos livres.

Para tirar a ideia do papel, alugou uma quitinete e abriu uma escola em sociedade com uma amiga, que não deu certo e fechou. No entanto, as alunas insistiam em ter aulas com Priscila.

Como ela não tinha condição de financiar uma nova escola, as alunas fizeram uma vaquinha e emprestaram R$ 600 à professora. Ela diz que não tinha noção de como gerir um negócio na época e buscou no Sebrae o conhecimento necessário.

Como não podia contratar um arquiteto, a empresária mesma fez toda a decoração da escola a partir de muita pesquisa e do reaproveitamento de materiais. Precisou se virar como pintora e fez o papel de parede com moldes de costura.

Com o Sebrae, aprendi a importância de estar preocupada com o cliente a todo momento, desde ter uma entrada bonita e música boa. As pessoas não vêm aqui só ter uma aula, vêm viver uma experiência.

Quando Priscila abriu a Escola Vestida de Sonhos, ela trabalhava sozinha. Agora, há mais três professoras e dois assistentes. O número de alunos também cresceu e hoje são 90 ao todo. Para chegar a mais pessoas ainda, a empresária começou a fazer vídeos no YouTube após observar o crescimento da procura por esse tipo de capacitação. Sua meta agora é investir mais nesse segmento e expandir as atividades da escola.
Curtiu essa história?

Compartilhe essa história:

Essa história continua. Siga nas redes.

Queremos conhecer a sua história e como o Sebrae fez parte dela.

Conte sua história

Veja mais histórias de sucesso

Encontre histórias que têm a ver com você.
105 histórias
Filtros
UF
  • AC
  • AL
  • AM
  • AP
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MG
  • MS
  • MT
  • PA
  • PB
  • PE
  • PI
  • PR
  • RJ
  • RN
  • RO
  • RR
  • RS
  • SC
  • SE
  • SP
  • TO
Solução
  • Cursos e eventos
  • Fale com Especialista
  • Sebraetec
  • Empretec
  • Outros
Segmento
  • Vestuário e acessórios
  • Alimentação e bebidas ou gastronomia
  • Eventos
  • Beleza e estética
  • Construção civil
  • Oficina/mecânica
  • Sustentabilidade
  • Tecnologia
  • Transporte