SEBRAE Cliente Sebrae

Compartilhe
Point do Açaí
Belém/PA

Nazareno começou vendendo açaí em casa e hoje tem 4 restaurantes

O empresário começou a vender o produto ainda na adolescência junto com a família. Com o apoio do Sebrae, ele transformou a atividade em um negócio lucrativo e chegou a processar 30 toneladas do fruto, que distribui para dezenas de varejistas da capital paraense.

Sem os treinamentos que fiz no Sebrae, eu jamais teria chegado aonde cheguei hoje com minha empresa.

01

Aos 12 anos de idade, Nazareno Alves já trabalhava para ajudar no sustento da família, vendendo os mais diversos produtos no Mercado Ver-o-Peso, em Belém (PA). Nessa época, entrou em contato com o mercado de açaí e pediu ao pai que comprasse uma máquina para que ele e os irmãos processassem e vendessem o fruto típico da Amazônia.

A família começou vendendo o produto em frente de casa, e, à medida de que ia crescendo, o jovem aprendia mais sobre o negócio em expansão. Em 2004, aos 30 anos, prestes a ter seu primeiro filho, Nazareno decidiu trabalhar sozinho, ter a própria máquina de açaí e vender em frente a sua casa.

“Parcelei a máquina em 12 vezes e pedi R$ 1,5 mil emprestado no banco para construir o balcão onde comecei a vender o açaí na minha casa.”

02
03

A contrapartida do banco para a aprovação do empréstimo foi fazer um curso de gestão de pequenos negócios, que selou o início da parceria de Nazareno com o Sebrae.

04

Após uma semana de capacitação, ele estava convencido de que o conhecimento seria fundamental para o sucesso do seu empreendimento. Com isso em mente, passou a fazer todos os treinamentos disponíveis para o seu perfil empreendedor.

“Eu finalizei essa jornada de capacitações com o Empretec, quando percebi que aquela qualificação não seria boa só para mim, mas para todas as pessoas envolvidas no negócio.”

Dois anos depois, com o sucesso da empreitada, o empresário reformou e transformou a casa em um restaurante com 64 lugares, nascendo assim a primeira unidade do Point do Açaí.

Em 2015, comprou uma propriedade para produzir os frutos, vegetais e hortaliças utilizados nos restaurantes. Em 2021, será autossuficiente na produção de açaí.

Nazareno começou 2020 com quatro restaurantes, três pontos de processamento de açaí e 60 funcionários. O Point do Açaí também distribui o produto para outros restaurantes, hotéis e diversos pontos varejistas da cidade. Até o início do ano, a produção mensal era de cerca de 30 toneladas. Os planos para o futuro incluem ampliar a produção do fruto, abrir mais unidades de delivery e fortalecer a presença da marca em aplicativos de entrega.
Curtiu essa história?

Compartilhe essa história:

Essa história continua. Siga nas redes.

Queremos conhecer a sua história e como o Sebrae fez parte dela.

Conte sua história

Veja mais histórias de sucesso

Encontre histórias que têm a ver com você.
105 histórias
Filtros
UF
  • AC
  • AL
  • AM
  • AP
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MG
  • MS
  • MT
  • PA
  • PB
  • PE
  • PI
  • PR
  • RJ
  • RN
  • RO
  • RR
  • RS
  • SC
  • SE
  • SP
  • TO
Solução
  • Cursos e eventos
  • Fale com Especialista
  • Sebraetec
  • Empretec
  • Outros
Segmento
  • Vestuário e acessórios
  • Alimentação e bebidas ou gastronomia
  • Eventos
  • Beleza e estética
  • Construção civil
  • Oficina/mecânica
  • Sustentabilidade
  • Tecnologia
  • Transporte