SEBRAE Cliente Sebrae

Compartilhe
Tulha de Minas
Capitólio/MG

Goretti abriu sua fazenda para visitação e lançou a própria marca de cafés

A empresária pensava apenas em receber turistas na propriedade cafeeira tradicional de sua família, mas, com a ajuda do Sebrae, descobriu que o negócio tinha um potencial ainda maior. Assim, ela criou a própria marca de cafés, que já é vendida no comércio local.

Se não fosse o Sebrae, nossa marca de café nem teria saído do papel.

01

Quando se aposentou, após 31 anos como professora da rede estadual de Minas Gerais, Mercês Goretti Leite decidiu se dedicar mais à atividade a que sua família exerce há mais de 70 anos: o cultivo do café. Como a prefeitura de sua cidade, Capitólio (MG), havia lançado um projeto de turismo rural, ela se interessou em explorar o potencial turístico da propriedade da família, que conserva características antigas da típica fazenda cafeeira. O imóvel, que fica na comunidade do Grotão, é tombado como patrimônio cultural do município.

O primeiro passo foi procurar o Sebrae em busca de orientações para seguir com o projeto adiante. Lá, ela entrou no Programa de Educação Empreendedora e, em conversa com uma consultora, surgiu a ideia de também vender cafés especiais para os visitantes da fazenda.

“O Sebrae nos deu muita assistência. Nós tivemos bastante assessoria e, sempre em contato com eles, fomos trabalhando a ideia.”

02
03

Por meio do programa Sebraetec, foram desenvolvidas a identidade visual, a logo e as embalagens dos cafés, nascendo, em 2020, a marca Tulha de Minas.

04

Assim, os turistas que visitam a fazenda, além de conhecer a propriedade e o museu de utensílios antigos, podem comprar o café moído, em grãos ou cápsulas. “Tudo isso após muito apoio da consultora do Sebrae que nos atende, que veio até a nossa propriedade e segue acompanhando e orientando o negócio.”

Goretti lembra ainda que a parceria do Sebrae foi fundamental para organizar a parte financeira da empresa, já que sua formação é em Letras e seus irmãos são produtores rurais, sem experiência na área. 

Com a chegada da pandemia e a interrupção das visitas, a empresária aproveitou para se capacitar mais para aprimorar o negócio quando for possível receber novamente os visitantes. No Sebrae, a consultoria passou a focar em marketing digital, para promover a marca, impactar mais clientes e aumentar as vendas.

Além disso, também com apoio do Sebrae, estamos trabalhando para melhorar cada vez mais a qualidade dos nosso café para a cada safra agregar mais valor ao produto.

Hoje, a marca tem parceria com uma cafeteria da cidade, que usa exclusivamente o Tulha de Minas para todos os preparos da loja, além de vender os produtos da marca. O café também é vendido em outros três pontos de venda do varejo da cidade, e a meta é aumentar esse número. Outro objetivo a curto prazo é passar a oferecer um café colonial aos visitantes, com produtos típicos da região.
Curtiu essa história?

Compartilhe essa história:

Essa história continua. Siga nas redes.

Queremos conhecer a sua história e como o Sebrae fez parte dela.

Conte sua história

Veja mais histórias de sucesso

Encontre histórias que têm a ver com você.
89 histórias
Filtros
UF
  • AC
  • AL
  • AM
  • AP
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MG
  • MS
  • MT
  • PA
  • PB
  • PE
  • PI
  • PR
  • RJ
  • RN
  • RO
  • RR
  • RS
  • SC
  • SE
  • SP
  • TO
Solução
  • Cursos e eventos
  • Fale com Especialista
  • Sebraetec
  • Empretec
  • Outros
Segmento
  • Vestuário e acessórios
  • Alimentação e bebidas ou gastronomia
  • Eventos
  • Beleza e estética
  • Construção civil
  • Oficina/mecânica
  • Sustentabilidade
  • Tecnologia
  • Transporte