SEBRAE Cliente Sebrae

Compartilhe
Bala de banana de Antonina
Antonina/PR

Com sua fábrica, Rafaela produz 16 toneladas de bala de banana por mês

Ela diz que com o apoio do Sebrae sua marca ganhou ainda mais qualidade e conquistou o selo de Indicação Geográfica, que deu muita visibilidade para o produto.

O Sebrae é uma porta gigante aberta de oportunidades para a gente poder buscar, de maneira acessível e rápida, conquistar, construir e desenvolver coisas novas. Importante tanto para começar quanto para melhorar um negócio.

01

Há oito anos, a bióloga Rafaela Takasaki atuava em sua área, quando a tradição familiar falou mais alto e ela decidiu assumir a frente da fábrica de balas de banana que seu pai e seu avô fundaram juntos há 41 anos: a Antonina. Na empresa, ela também conta com a ajuda da mãe e do irmão para dirigir a produção e venda dos produtos.

A história da empresa familiar, que reúne três gerações, começou em 1979, quando a família se mudou de Santa Catarina para Antonina (PR). Na cidade, seu avô João Soter Corrêa e seu pai, José Carlos Corrêa, conhecido como Zeca, montaram uma fábrica de conservas de palmito. Mas, com dificuldades no ramo, decidiram passar a fabricar balas de banana, já que a região é uma grande produtora da fruta e havia demanda por produtos derivados.

O primeiro passo foi contratar um doceiro de Santa Catarina para desenvolver a receita. Assim, logo em seguida começaram a produzir a Bala de Banana Antonina e vender no litoral do estado, principalmente nas bancas da BR-277.

O negócio foi crescendo a cada dia, e a Bala de Banana Antonina passou a ser vendida também em Curitiba. Após desenvolver a embalagem do produto, as guloseimas ficaram conhecidas em todo o estado como “as balas do papel verde”.

Rafaela conta que, quando assumiu a direção da empresa, há oito anos, já havia um contato inicial com o Sebrae, mas ela foi a responsável por fortalecer essa parceria. Ela teve consultoria na área de qualidade e aprendeu mais sobre boas práticas de produção.

02
03

Foi um conhecimento muito importante para o funcionamento da fábrica como um todo. Apliquei o que aprendi no Sebrae para garantir uma qualidade ainda maior do produto, o que consequentemente diminuiu os nossos custos e ajudou também a aumentar as vendas.

04

A empresária destaca outro projeto em parceria com o Sebrae que foi de grande importância para a marca: a conquista do selo de Indicação Geográfica. A certificação reconhece a qualidade do produto, vinculando-a à região onde é produzido. O processo começou há seis anos e foi concluído em 2020. O Sebrae atuou com consultorias, capacitações e apoio nas questões burocráticas.

“O Sebrae nos ajudou a levantar a documentação e comprovar o histórico do nosso produto. Também tivemos treinamento para poder trabalhar da melhor maneira possível. Eles nos ensinaram o que é Indicação Geográfica e como o selo pode agregar valor à marca, além da possibilidade que a gente tem de desenvolver a região por meio da nossa marca.”

Ela diz que, apesar de o produto ter ganhado o selo há pouco tempo, já é possível notar que a visibilidade das balas de banana aumentou bastante. Rafaela pensa que ainda vai representar um benefício ainda maior quando passar a pandemia, para que o potencial do turismo possa ser explorado.

“Ganhamos muita visibilidade, tanto para marca quanto para a cidade. E vamos atrair mais turismo, vamos poder desenvolver novos produtos, assim acabamos gerando mais empregos diretos e indiretos.”

Hoje, a marca produz em média 16 toneladas somente de balas de banana, que são vendidas em diversos pontos de venda no estado e pela internet para o Brasil inteiro. Como o produto ganhou o afeto dos consumidores, o quiosque da fábrica também vende canecas, aventais e ecobags que são muito procurados para presente.

Para manter a produção e as vendas durante a pandemia, e não cair o faturamento, a solução encontrada por Rafaela foi fortalecer o marketing digital e, consequentemente, as vendas pelo e-commerce da marca. “Ainda está em processo, mas melhoramos bastante e estamos crescendo.
Agora em 2021, a prioridade é ampliar a produção, desenvolver novas embalagens e criar novos produtos como as barrinhas de banana com e sem açúcar. “Além disso, estamos sempre buscando melhorar a qualidade, incluindo na questão ambiental, buscando alternativas para trabalhar de forma mais sustentável dentro da fábrica. E também queremos desenvolver mais o turismo e atrair mais pessoas para conhecer a nossa região, assim vamos gerar mais emprego e renda.”
Curtiu essa história?

Compartilhe essa história:

Essa história continua. Siga nas redes.

Queremos conhecer a sua história e como o Sebrae fez parte dela.

Conte sua história

Veja mais histórias de sucesso

Encontre histórias que têm a ver com você.
116 histórias
Filtros
UF
  • AC
  • AL
  • AM
  • AP
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MG
  • MS
  • MT
  • PA
  • PB
  • PE
  • PI
  • PR
  • RJ
  • RN
  • RO
  • RR
  • RS
  • SC
  • SE
  • SP
  • TO
Solução
  • Cursos e eventos
  • Fale com Especialista
  • Sebraetec
  • Empretec
  • Outros
Segmento
  • Vestuário e acessórios
  • Alimentação e bebidas ou gastronomia
  • Eventos
  • Beleza e estética
  • Construção civil
  • Oficina/mecânica
  • Sustentabilidade
  • Tecnologia
  • Transporte